Notícias
18 | Agosto
Manchete do dia 18/08/2017
Assuntos que farão parte do programa de TV Cooperativismo em Notícia deste final de semana
Publicado em: 18/08/2017

SIMPÓSIO DE SUINOCULTURA – A gente inicia dando um enfoque especial para o Simpósio Brasil Sul de Suinocultura. Durante três dias, os maiores especialistas do setor, estiveram reunidos em Chapecó para debater os processos dessa imensa cadeia. Sanidade, eficiência reprodutiva, melhoramento genético e bem estar animal estiveram na pauta de discussões. Você sabia, por exemplo, que fatores ambientais podem influenciar na qualidade sanitária dos rebanhos? E que é possível ter uma cadeia equilibrada de ponta a ponta, desde a granja até o frigorífico? Só que para sucesso, um detalhe é primordial: a sanidade dos rebanhos. Além de todos os debates, os conferencistas puderam conhecer também as novas tecnologias que em breve estarão no mercado.
FERTILIDADE NO CAMPO – Com o produtor rural cada vez mais tecnificado e utilizando equipamentos ultramodernos, criar insumos eficientes se tornou uma obrigação. Por isso as empresas têm apostado em produtos com maior desempenho e de baixo custo. Na área de fertilizantes não é diferente. Para tornar essa cadeia uniforme, com os discursos mais perto da lógica, a Fecoagro/SC realizou um encontro técnico. Os engenheiros agrônomos das cooperativas filiadas puderam discutir os conceitos e as tendências com as empresas que fornecem insumos para a fábrica de fertilizantes. Da espanhola Fertinagro, o engenheiro agrônomo Lino Fúria abordou as técnicas que precisam ser observadas na recomendação dos fertilizantes. Já os representantes da Adfert colocaram para o debate a aplicação das tecnologias na proteção do nitrogênio e a influência do clima nos resultados da adubação. Essa foi uma aula específica, para um público selecionado.
SUSTENTABILIDADE SICOOB – Já pensou que futuro você quer para a sua empresa? Já imaginou como ela será daqui há 10, 20 anos? O sistema cooperativista tem pensado nisso todos os dias. O Sicoob Central, por exemplo, criou uma ferramenta de aproximação com o público para falar, olho no olho, sobre sustentabilidade. E essa junção de ideias pode criar um novo modelo de atuação. No encontro, realizado em Florianópolis, estiveram presentes os associados, clientes, representantes da comunidade, dos trabalhadores, fornecedores, do governo e também os defensores do meio ambiente. Cada qual pôde expor sua percepção sobre o Sicoob e seus pensamentos sobre o futuro da instituição. O terceiro painel com públicos estratégicos terá, em breve, todas essas opiniões contabilizadas.
O programa Cooperativismo em Notícia é produzido pela equipe de comunicação da FECOAGRO/SC e veiculado pelo Canal Rural nos sábados às 08h30, com reprise nas segundas-feiras às 11h30. No SBT/SC a exibição é feita nos domingos às 09h30. Na Record News o programa vai ao ar no sábado às 09h00. Na TV da Cidade de Joinville a veiculação é feita nos domingos às 07h30. E na TVCOOP/SC está na grade de programação do sábado e domingo às 13h00 de segunda-feira às 13h05 e de terça-feira às 07h10. O programa também fica disponível no site da FECOAGRO/SC: www.fecoagro.coop.br.

Fontes: Fecoagro/SC e equipe da TV COOP/SC

Sicredi amplia captação de previdência em 79%
Publicado em: 18/08/2017

A incerteza sobre a Reforma da Previdência Social fez com que a previdência privada ganhasse destaque. O Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 3,5 milhões de associados e atuação em 21 estados brasileiros – viu a sua captação líquida de previdência crescer 79% no primeiro semestre de 2017, na comparação com o mesmo período do ano passado, com o valor de captação passando de R$ 35,3 milhões para R$ 63,2 milhões. O dado é superior à média de mercado que, na comparação entre o primeiro semestre de 2017 e 2016, desacelerou 7,1%.

“O Sicredi oferece planos de previdência que possibilitam ao associado o acesso a fundos mais rentáveis que, em geral, somente são acessados por investidores com maior capacidade de aportes”, afirma Jeferson Rasmussen Betemps, gerente de produtos Vida e Previdência da Corretora de Seguros do Sicredi. Para o segundo semestre, a expectativa é de que a reserva em previdência privada do Sicredi encerre este ano com um crescimento de 27% em relação a dezembro de 2016.

Além do acesso facilitado, o Sicredi tem ainda como diferencial taxas de administração menores que a média de mercado. Exemplo disso é que em 83% dos casos de análise de portabilidade realizados pela Corretora de Seguros, os planos do Sicredi demonstraram taxas mais atrativas que o mercado.

Outro ponto que contribuiu para o índice elevado foi o investimento do Sicredi na educação financeira dos próprios colaboradores. “Observamos que era importante ressaltar o papel fundamental da previdência privada internamente. Com isso, desenvolvemos, em conjunto com a nossa parceira Icatu Seguros, a Oficina do Futuro, um programa de capacitação interna que já contou com a participação de mais de dez mil colaboradores, sendo dois mil apenas em 2017. Deste modo, mediante um atendimento mais consultivo, os colaboradores capacitados ficaram ainda mais preparados para atender os associados, despertando a importância de se planejar o futuro por meio de um plano de previdência privada”, conta Betemps.

Fonte: Sicredi

Programa Mulheres em Campo inicia com nova metodologia em SC
Publicado em: 18/08/2017

Após as mudanças implementadas na metodologia do programa Mulheres em Campo, antigo Com Licença Vou à Luta, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC), inicia o novo formato no Estado. Em julho começaram seis turmas nas regiões Sul, Extremo Oeste, Vale do Itajaí e Oeste e em agosto iniciaram outras oito turmas nas regiões Oeste, Norte e Planalto Serrano.

“Capacitamos e atualizamos nossas prestadoras de serviço em instrutoria para que levem ao campo a nova metodologia e temos certeza de que os bons resultados serão refletidos junto às produtoras rurais. A nova estrutura reforçará o importante papel que as mulheres desempenham nas propriedades estimulando-as a empreender em suas empresas rurais”, avalia o superintendente do SENAR/SC, Gilmar Antônio Zanluchi.

O presidente do Conselho de Administração do SENAR/SC e da FAESC, José Zeferino Pedrozo, observa que o programa passou a contar com módulos que trabalham o desenvolvimento humano. A iniciativa possibilita reforçar o espírito empreendedor e, também, aprofundar questões voltadas à comercialização dos produtos demonstrando o potencial comercial das propriedades.

A nova metodologia é dividida em cinco módulos: Diagnóstico e Empreendedorismo; Planejamento; Custos de Produção; Comercialização e Desenvolvimento Pessoal. “O programa conta com 40 horas divididas em cinco encontros de oito horas e trabalha com mulheres produtoras rurais de pequeno e médio porte que estejam envolvidas nas atividades das propriedades rurais. A intenção é prepará-las para atuar na gestão de negócios agropecuários desenvolvendo o empreendedorismo e a liderança”, explica a coordenadora estadual do programa, Nayana Setubal Bittencourt.

Fonte: MB Comunicação

Mais de 2.000 pessoas participam de palestras promovidas pelo Sicoob Creditapiranga
Publicado em: 18/08/2017

A cooperativa de crédito Sicoob Creditapiranga realizou em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Santa Catarina (SESCOOP/SC), quatro palestras para os associados e comunidade, alusivas aos 85 anos da cooperativa. Mais de 2.000 pessoas acompanharam atentamente as reflexões conduzidas pelo professor Marcos Meier.

A comunidade dos municípios de Itapiranga, São João do Oeste e Tunápolis compareceu de forma significativa. Através de parceria entre Secretarias Municipais da Educação e da Gerência Regional de Educação de Itapiranga, Marcos Meier falou aos professores, em Itapiranga, sobre o tema Aprendizagem Significativa, onde abordou questões relacionadas à aprendizagem.

A preocupação com a educação, formação e informação e o interesse pela comunidade, são o 5º e 7º princípios do cooperativismo, e durante toda história da cooperativa, foco de atuação constante. Autoridades, lideranças, líderes, associados e comunidade em geral abrilhantaram os eventos e contribuíram para seu sucesso.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sicoob Creditapiranga

Colatto cobra regulamentação do Programa de Regularização Ambiental
Publicado em: 18/08/2017

O deputado Valdir Colatto (SC), vice-presidente de Meio Ambiente da Frente Parlamentar da Agropecuária, disse que o Brasil precisa avançar na implantação do Código Florestal, criado com a aprovação da Lei 12.651, em 2012. A afirmação foi feita após a reunião da Comissão de Agricultura da Câmara que contou com a presença do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, convocado para dar explicações sobre a falta de regulamentação das Cotas de Reserva Ambiental e o Programa de Regularização Ambiental (PRA), além da excessiva criação de parques florestais.

O Programa de Regularização Ambiental trata da regularização das Áreas de Preservação Permanente (APP), de Reserva Legal (RL) e de uso restrito (UR), que poderá ser efetivada mediante recuperação, recomposição, regeneração ou compensação por parte dos agricultores. “O ministro cuida das pulgas e esquece dos cachorros, ou seja esquece das questões macro que precisamos resolver. Uma delas é a implantação do Código Florestal, que até hoje não evoluiu além do Cadastro Ambiental Rural.” E até nesse aspecto, explica Colatto, o que foi realizado aconteceu por conta e risco dos agricultores, inclusive arcando com as despesas do processo.

Colatto, que foi o autor do requerimento de convocação de Sarney Filho, defende que o Brasil evolua fazendo a regulamentação do PRA a fim de que, posteriormente, os estados possam entrar em ação. O deputado ficou satisfeito com a manifestação de Sarney de que, a exemplo do CRA, o PRA também seja feito de forma autodeclaratória. Ou seja, o proprietário rural informa os dados e, depois, fica sujeito à fiscalização. “A União precisa regulamentar para que os estados façam a implantação. É importante que o PRA seja implantado de forma definitiva porque cessam as multas”.

Sobre a criação de parques, Colatto perguntou onde está o dinheiro para indenizar os donos das terras desapropriadas. “O governo toma essas terras na mão grande de proprietários que estão lá há 50, 100 ou 200 anos e não paga por isso”, criticou o parlamentar. “O agricultor precisa de um benefício por manter as florestas dentro da sua propriedade”, concluiu.

Fonte: Gabinete Dep. Valdir Colatto

Fonte:
Mais notícias
Cooperativa Agropecuaria Videirense

Avenida Dom Pedro II, 789
Caixa postal 127 - Videira Santa Catarina
Cep: 89560-000