Notícias
11 | Agosto
Manchete do dia 11/08/2017
Assuntos que farão parte do programa de TV Cooperativismo em Notícia deste final de semana
Publicado em: 11/08/2017

MOSTRA DO VINHO – O vinho que une e preserva é o mesmo que celebra a convivência. A cidade de Videira recebeu, pela primeira vez, a Mostra do Vinho Catarinense, promoção da Assembleia Legislativa do Estado. Pequenos e grandes produtores puderam expor suas marcas, relevar o aroma e o sabor que encantam os paladares. A ideia da descentralização foi da própria Assembleia com o apoio das prefeituras de Videira, Tangará e Pinheiro Preto, porque a região do Vale do Rio do Peixe sempre foi uma das mais importantes produtoras de vinhos do Estado. Sem contar que outros produtos ganharam destaque ao longo do tempo, como os espumantes e os sucos. A mostra valorizou um setor que cresceu mais de QUINHENTOS por cento na última década aqui no Estado.
TROFÉU ONDA VERDE – Valorizar os conceitos ambientais, as energias renováveis e os projetos urbanos sustentáveis foram os objetivos do Troféu Onda Verde idealizado pela revista Expressão. O evento que aconteceu em Florianópolis, na sede da FIESC, mobilizou mais de uma centena de ações. Entre os campeões de 2017 esteve a Aurora Alimentos. A conquista teve um simbolismo muito forte, porque não valorizou apenas a Aurora e seus parceiros institucionais, mas assim toda uma cadeia. Atualmente 11 mil cooperados, associados a 13 cooperativas ligadas ao sistema Aurora, utilizam um método de descarte para seus produtos químicos e laboratoriais. Ele é chamado de “coleta segura”.
ENCONTRO DA IMPRENSA – Como acontece todos os anos, a Associação Catarinense de Imprensa, realizou o seu encontro estadual em Chapecó. Mais de seiscentos jornalistas e radialistas participaram desse evento que serviu para valorizar pessoas e instituições que se destacaram em 2017. Foi um momento único, ímpar, singular, revestido de ótimas histórias e maravilhosas lembranças. O evento reuniu lideranças políticas, empresariais, do agronegócio e também do cooperativismo catarinense. Durante a solenidade, a ACI entregou duas comendas: uma para comemorar os 100 anos do município de Chapecó e a outra para celebrar o cinquentenário da Cooperalfa. O ponto alto da solenidade foi à condecoração de personalidades da imprensa catarinense que completaram 50 anos ou mais de profissão. Gente que ajudou a desenvolver o jornalismo.
O programa Cooperativismo em Notícia é produzido pela equipe de comunicação da FECOAGRO/SC e veiculado pelo Canal Rural nos sábados às 08h30, com reprise nas segundas-feiras às 11h30. No SBT/SC a exibição é feita sempre nos domingos às 09h30. Na Record News o programa está na grade de programação do sábado às 09 horas. Na TV da Cidade de Joinville a veiculação é feita nos domingos às 07h30 e na TVCOOP/SC a exibição acontece no sábado e domingo às 13 horas; na segunda-feira às 13h05 e na terça-feira às 07h10. O Cooperativismo em Notícia também está disponível no site da FECOAGRO/SC: www.fecoagro.coop.br.

Fontes: Fecoagro/SC e equipe da TV COOP/SC

Sicoob São Miguel comemora 28 anos consolidado e com visão estratégica para o futuro
Publicado em: 11/08/2017

A cooperativa de crédito Sicoob São Miguel, de São Miguel do Oeste, comemorou 28 anos de fundação com presença marcante nos municípios onde atua. A biografia de sucesso do Sicoob São Miguel integra-se à evolução histórica da economia da região do Extremo-Oeste catarinense.

A cooperativa foi fundada em 25 de julho de 1989, período em que o cenário econômico brasileiro enfrentava uma difícil crise. Um pouco antes, no dia 9 de dezembro de 1987, surgiu a Cocecrer, hoje Sicoob SC/RS, Central que integra o maior sistema de cooperativas de crédito do Brasil e do qual faz parte também o Sicoob São Miguel.

Estimulados pelo exemplo de sucesso do cooperativismo no município vizinho de Itapiranga, um grupo de 34 agricultores, todos associados na cooperativa de produção Cooper São Miguel, assumiu o desafio de formar uma cooperativa de crédito em São Miguel do Oeste. A primeira área de atuação abrangia os municípios de São Miguel do Oeste, São José do Cedro, Guaraciaba, Dionísio Cerqueira, Guarujá do Sul, Palma Sola, Anchieta e Romelândia.

Hoje, 28 anos depois, a cooperativa conquistou seu espaço nos municípios catarinenses de São Miguel do Oeste, Anchieta, Apiúna, São José do Cedro, Ascurra, Bandeirante, Barra Bonita, Guaraciaba, Guarujá do Sul, Indaial, Joinville/Boa Vista, Palma Sola, Paraíso, Princesa, Romelândia, e nos municípios paranaenses de Bom Jesus do Sul Dionísio Cerqueira-SC/Barracão-PR, Flor da Serra do Sul, Manfrinópolis e Salgado Filho.

Há 24 anos na presidência da maior cooperativa de crédito da região, Edemar Fronchetti, destaca que ao longo dessas duas décadas diversos percalços tiveram que ser superados, como conquistar a credibilidade e a penetração no mercado. “Saímos do atendimento exclusivo do setor agrícola para atender a todos os segmentos econômicos. Não é que só estejamos fazendo o melhor agora, sempre fizemos bem, mas na época éramos reconhecidos somente perante uma categoria de trabalhadores”, comparou. Mas, embora os números tenham avançado, o presidente defende que o grande diferencial da cooperativa de crédito sempre será o atendimento. “É preciso sempre inovar, acompanhar as tendências de mercado e, sobretudo, aprimorar o atendimento ao associado”, afirmou.

Hoje, a pequena cooperativa de crédito, sonho de 34 visionários agricultores, cresceu, expandiu fronteiras, conquistou seu espaço e já ultrapassa 65 mil associados. No decorrer desses 28 anos, a cooperativa mudou vidas e conquistou a confiança da sociedade.

Diferente de outras épocas, quando a luta por uma identidade própria era um desafio constante, hoje o Sicoob São Miguel é reconhecido pela trajetória de sucesso traçada desde então. Porém, Fronchetti enaltece que é preciso evoluir ainda mais. “Para os próximos anos, o objetivo é perenizar a cooperativa. Investir em programas para que a cooperativa se mantenha sempre forte, inovadora, além de expandir para novas áreas de atuação, criar produtos, contar com a intercooperação e com parceiros”, destacou.

Para garantir o crescimento ordenado e equilibrado, o presidente destaca que o trabalho de toda a direção e funcionários é fundamental. É por isso que a cooperativa investe em constantes treinamentos e capacitações. “Não chegamos até aqui sozinhos. Estamos sempre investindo em treinamento e qualificação dos profissionais. Não há pessoa que não goste de ser chamada pelo nome e ser tratada de maneira atenciosa e prestativa, e este precisa ser o nosso diferencial, sempre”, finalizou.

Fonte: Sicoob São Miguel – Assessoria de Comunicação

Cooperativismo será parceiro do IBGE no Censo Agropecuário 2017
Publicado em: 11/08/2017

Nos próximos dias, a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e o IBGE assinarão um acordo de cooperação, objetivando o acesso das informações referentes às cooperativas agropecuárias coletadas pelo órgão, no 10º Censo Agropecuário. Com base nas informações, a OCB pretende ampliar o alcance das ações que visam ao desenvolvimento da gestão e da competitividade das cooperativas formadas por produtores rurais.

Esse é o resultado da reunião entre o presidente do IBGE, Roberto Olinto, o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, diretor da OCB, a gerente geral, Tânia Zanella, e a gerente de Relações Institucionais, Fabíola Motta (ambas da OCB), ocorrida dia 28/7, no Rio de Janeiro. Diretores e técnicos do Instituto, ligados à pesquisa, também participaram da reunião.

Além do acesso às informações, a OCB também propôs atuar de forma participativa na divulgação do Censo e, ainda, na sensibilização das cooperativas agropecuárias brasileiras para que participem ativamente do processo de coleta de dados.

O diretor da OCB, José Roberto Ricken, fez questão de ressaltar que a OCB é uma entusiasta da pesquisa brasileira e que está à disposição do IBGE para o que for necessário no processo de coleta de dados. Afinal, segundo ele, sem informação, não há como planejar. “E sem planejamento não temos jeito nem de investir, nem de crescer”.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciará, no próximo mês de outubro, as operações do seu 10º Censo Agropecuário. Durante cinco meses, serão realizadas cerca de cinco milhões de visitas em estabelecimentos agropecuários de todo o país.

Serão levantadas informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outros temas. Os resultados do Censo Agro 2017 devem começar a ser divulgados pelo IBGE em meados de 2018.

O Censo Agropecuário 2017 vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos agropecuários e do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias. A ação permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários, que irá a campo anualmente captar dados detalhados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de agrotóxicos, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo, entre outros temas.

Fontes: com informações do Portal Brasil e IBGE

Deputado quer plano de ação para o bem-estar animal de rua
Publicado em: 11/08/2017

O deputado Natalino Lázare, presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa de SC, está buscando informações, subsídios, experiências e cases para a criação de legislação e implantação de uma política pública específica e funcional para resolver o problema dos animais domésticos (principalmente cães e gatos) que são abandonados nas ruas e áreas rurais dos municípios catarinenses.

Com este intuito, o parlamentar foi recebido em audiência pelo prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, no gabinete dele, para conhecer a experiência bem sucedida do Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos, o Cepread, que é um case de sucesso em Santa Catarina. O secretário de Comunicação de Blumenau, Marco Antônio Wanrowsky, e o diretor do Cepread, veterinário Luiz Carlos Kriewall, também participaram da audiência.

Natalino Lázare também foi a um dos pet places da cidade – praças especiais onde os cães e gatos podem brincar livremente, sem coleiras e sem correrem ou oferecerem riscos – e à sede do Cepread, na Vila Itoupava, onde os animais são acolhidos, tratados, recuperados e encaminhados posteriormente para a adoção com o apoio das entidades que se dedicam à causa animal. “Está na hora de Santa Catarina criar um plano de ação para o bem-estar animal”.

O prefeito Napoleão Bernardes implantou o Cepread no escopo da reforma administrativa, no primeiro dia do seu primeiro mandato, em janeiro de 2013. “Pela falta de legislação federal e estadual específica, sancionei uma lei municipal, definimos a estrutura, que é toda administrada e tocada por técnicos da área. Os resultados têm sido extremamente positivos,” resumiu Bernardes, enaltecendo a iniciativa do deputado Natalino Lázare, “que pode dar um norte a esta questão tão importante.”

“O problema que está sendo muito bem resolvido em Blumenau atinge praticamente todos os municípios catarinenses. Não podemos mais nos conformar com os paliativos existentes. Precisamos de uma política pública estadual séria, exequível e que realmente possa ser benéfica para o bem-estar dos animais domésticos, o que hoje já é uma realidade em Blumenau pela inciativa e visão do prefeito,” argumento Natalino Lázare, salientando que o Estado precisa dar um norte nesta questão aos administradores municipais.

Fonte: gabinete dep. Natalino Lázare

Governador Raimundo Colombo saiu satisfeito de reunião com Banco Mundial nos Estados Unidos
Publicado em: 11/08/2017

O governador Raimundo Colombo encontra-se nos Estados Unidos, onde foi tratar da renovação do contrato de financiamento do Microbacias, o SC Rural, com o Banco Mundial. Saiu satisfeito da reunião com o diretor do Banco Mundial, Joaquim Levy, em Washington. O principal assunto foi a renovação do SC Rural, pois o Banco Mundial é o órgão financiador do programa estadual voltado para a promoção dos produtores rurais de Santa Catarina.

“Apresentados o desempenho que tivemos na primeira etapa, o grande sucesso, com impacto positivo na economia, sobretudo do ponto de vista da justiça social, da promoção e da integração da agricultura familiar com o setor produtivo. E apresentamos a nova etapa, recebida com grande simpatia. Avançamos bastante. O sinal é verde para poder concluir essa etapa e continuar promovendo o desenvolvimento do nosso Estado através de um investimento bem facilitado”, avaliou Colombo, após o encontro na sede do Banco Mundial.

O governador tratou, também, de parcerias para investimentos rodoviários com financiamento do Banco Mundial. “São todas iniciativas para acontecer a partir de 2019, mas se não fizermos agora, não sairão. É nosso dever encaminhar e acelerar os processos futuros”, acrescentou.

Essa é a 15ª missão internacional liderada pelo governador Colombo desde 2011, sendo que destas cinco foram no atual mandato. O retorno para Florianópolis está previsto para o próximo domingo, 13. Até lá, o vice Eduardo Pinho Moreira assume o governo catarinense.

O programa SC Rural começou em 2011 e a etapa atual termina neste ano. A iniciativa é executada pelo Governo do Estado em parceria com o Banco Mundial e destina recursos não reembolsáveis a empreendimentos da agricultura familiar, mediante contrapartida dos beneficiários. Os empreendimentos apoiados abrangem atividades agrícolas ou não agrícolas (como o turismo rural) por meio de projetos de caráter estruturante, de melhorias de sistemas produtivos ou planos de negócios, além de outras ações implementadas por cooperativas e associações de agricultores familiares. Também promove iniciativas para inclusão digital e tecnológica. O SC Rural é coordenado pela Secretaria da Agricultura e executado pela Epagri, Cidasc, Fatma, Polícia Militar Ambiental, Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes, Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Secretaria de Infraestrutura.

Fonte: Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca de SC

Fonte:
Mais notícias
Cooperativa Agropecuaria Videirense

Avenida Dom Pedro II, 789
Caixa postal 127 - Videira Santa Catarina
Cep: 89560-000