Notícias
27 | Março
Manchete do Dia 27/03/2018
OCESC participa de discussão para mudanças no Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019
Publicado em: 27/03/2018

Representantes da OCESC participaram de Grupo Técnico formado pelo Sistema OCB para discussão do Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019. O objetivo principal é o apontamento e justificativa de alterações no crédito rural, com foco em 17 prioridades de grande relevância para a continuidade dos negócios das cooperativas, antes do lançamento do Plano pelo Governo Federal. A última reunião do Grupo, formado por representantes da OCB, das unidades estaduais e de cooperativas do ramo, aconteceu em Curitiba.

A intenção do Grupo Técnico é entregar a proposta ao Governo ainda no final deste mês ou início do mês de abril, para que todos os agricultores se programem para fazer as suas lavouras com a melhor janela de plantio. Por determinação do Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), neste ano as reuniões foram acompanhadas pelo diretor de Crédito Rural, Vilson Vaz, que atua como elo entre o sistema cooperativo e o Governo Federal.

As reivindicações do Sistema tem o intuito de garantir crédito na medida certa e com juros compatíveis para impulsionar o agronegócio, possibilitando produção com qualidade e competitividade. O forte desempenho do agronegócio brasileiro tem sido fundamental para a economia nacional. Participando com 23,5% do PIB e 1/3 dos empregos no País, tem papel de destaque no comércio internacional, tendo respondido em 2017 por 44,1% das exportações. Sem esse volume a balança comercial seria negativa em US$ 29 bilhões.

O agronegócio foi o setor com melhor desempenho, se destacando com crescimento de 13%. A indústria ficou estagnada e os serviços tiveram recuperação moderada de 0,3%. O PIB cresceu apenas 1% em relação a 2016. Em um segmento tão expressivo, o crédito rural representa um dos insumos mais importante para o seu desenvolvimento, que necessita de recursos para destinar aos investimentos custeios e comercialização.

Confira a Propostas do Sistema Cooperativista para o Plano Agrícola e Pecuário, 2018/19

Fonte: Assessoria de Comunicação Interna Sistema OCESC, com informações da área técnica

Cravil reúne associados e lideranças em Assembleia Geral
Publicado em: 27/03/2018

A Cravil – Cooperativa Regional do Alto Vale do Itajaí realizou sua Assembleia Geral Ordinária. Os associados presentes aprovaram, entre outros assuntos, as contas relativas a 2017 e o orçamento da cooperativa para 2018, além de elegerem o novo Conselho Fiscal.

Mesmo diante do cenário desafiador, o faturamento geral da cooperativa em 2017, unindo produção e consumo (lojas agrícolas e supermercados) alcançou os R$ 527 milhões, com um resultado de pouco mais de R$ 14 milhões. Números que representam, para o associado pouco mais de 37% sobre o capital se somados o reajuste de produção, os juros sobre o capital e as sobras de balanço. “Como produtor sabemos que foi um ano difícil e poder chegar ao final dele e ter um retorno para entregar para o associado, isso é muito gratificante”, destacou o vice-presidente da Cravil, Renato Schmidt. Sobre 2018, o associado de Petrolândia acredita em boas expectativas. “Sempre temos esperança no ano que chega, vamos acreditar que seja um ano melhor para todos nós”.

Para o Conselho Fiscal da Cravil foram eleitos: Osmar Edinger – Braço do Trombudo; Jonas Reif – Pouso Redondo e Adelirio Longo – Rio dos Cedros para efetivos e Vergilio Bento Neto – Atalanta, Anacleto de Mello – Witmarsum e Leodar Cani – Rio do Oeste para suplentes.

Além dos associados e lideranças da cooperativa, a Assembleia Geral da Cravil teve a participação de uma comitiva da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). O superintende do Sistema OCB, Renato Nobile, explicou que a visita da equipe de Brasília em Santa Catarina teve o objetivo de integrar e conectar. “Tivemos uma oportunidade rica de vivenciar o trabalho organizado aqui no Estado pela Ocesc e também pelas cooperativas que integram o sistema. Nesta visita passamos por quatro cooperativas, de diferentes setores, encerrando nossas visitas em Rio do Sul. A experiência de assistir uma assembleia didática, harmônica, de uma forma unida e legítima foi de muito aprendizado a todos nós. Deste grupo de 20 gerentes, oito nunca tinham acompanhado uma assembleia de cooperativa, e a maioria, com certeza, nunca tinha visto uma assembleia de cooperativa agropecuária”.

O gerente de Cooperativismo da Ocesc, Paulo Von Dokonal, acompanhou a comitiva de Brasília nas visitas e também participou da Assembleia Geral Cravil.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Cravil

Sicoob Oestecredi apoia associados
Publicado em: 27/03/2018

Desde que foi fundado em 1985, o Sicoob Oestecredi sempre priorizou o crescimento de seus associados, exercendo assim seu compromisso diário de agente de promoção do desenvolvimento econômico, social e profissional dos associados e também de seus colaboradores e toda a comunidade da qual está inserido com disponibilização de políticas financeiras e prestação de serviços diferenciados. Lá se vão mais de três décadas de comprometimento, trabalho e cooperativismo e ao longo deste tempo o quadro de associados cresceu vertiginosamente. Inúmeros são os empresários e agricultores que veem no Sicoob Oestecredi a parceria ideal para investimentos que resultam em retornos satisfatórios, é o caso do agricultor da Linha Alegre, interior do município de Descanso (SC), Ivaldino Baldo. Associado há quase 25 anos, ele conta que essa parceria duradoura com a cooperativa de crédito tem sido fundamental para o sucesso de seus negócios. “O Sicoob Oestecredi tem sido uma mão na roda para nossos negócios”, conta Baldo.

O agricultor trabalha em sua propriedade, juntamente com o filho Maicon Júnior Baldo, na produção de leite, mas tem na avicultura sua principal atividade agrícola de rentabilidade. “Desde que comecei a trabalhar com produção de frangos, o Sicoob Oestecredi tem sido muito importante”, relata Baldo que recentemente decidiu expandir a capacidade de produção. “Apostamos mais uma vez na expansão dos negócios e por intermédio do Sicoob conseguimos um financiamento que vai nos auxiliar na construção de um novo aviário que deverá dobrar nossa produção”, comenta o agricultor.

Outro associado ao Sicoob Oestecredi que diz ter motivos de sobra para comemorar a parceria que realizou com a cooperativa de crédito há pouco mais de um ano é o empresário Ramir Manoel Severiano, de Frederico Westphalen (RS). “Foi um negócio certeiro a parceria que fizemos. Representantes do Sicoob vieram até minha empresa, apresentaram e ofereceram seus serviços. Fiquei muito interessado e prontamente fechei uma parceria que tem trazido muitas vantagens para meus negócios”, relata ele. Conforme Severiano, há cerca de 30 anos, sua empresa – Vitrola Comercial Fonográfica Ltda., atua no mercado brasileiro promovendo cultura para diferentes localidades. “Nosso sistema de pagamento é todo via boletos Sicoob. Assim, a cobrança ficou muito mais prática. O Sicoob Oestecredi, por ser uma cooperativa, tem muito mais vantagens que um banco que tem taxas bem mais altas, por exemplo. Tínhamos uma longa parceria com um banco estatal, mas depois que fui apresentado aos serviços do Sicoob não tive dúvidas e não pensei duas vezes em fazer a mudança”, ressalta Severiano.

Além de proporcionar facilidade na questão de recebimentos, o empresário gaúcho destaca que não são apenas os serviços e produtos que Sicoob oferece aos associados que são vantajosos. “O Sicoob proporciona uma relação legal com o associado, sem contar que tem um horário de atendimento que facilita muito, já que mantém as portas para atendimento físico abertas por mais tempo que um banco comum, e isso para quem é empresário faz muita diferença”, avalia.

Fonte: Sicoob Oestecredi

Conselho do Agro defende programa estratégico de médio e longo prazo
Publicado em: 27/03/2018

O Conselho do Agro da CNA aprovou a elaboração de um programa estratégico com as principais demandas do setor para ajudar o governo na formulação de políticas públicas no médio e no longo prazo. Os detalhes do documento “O que queremos dos futuros governos” serão discutidos entre as entidades setoriais e o trabalho deve ser concluído ainda no primeiro semestre.

A decisão unânime foi tomada na primeira reunião do colegiado em 2018, na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília. O programa deve ser entregue aos candidatos à Presidência da República, mas a ideia é ter um plano para o setor agropecuário até 2030, segundo o presidente da CNA, João Martins.

“Não é só um governo que vai levar o País para novos rumos. Por isso queremos mostrar os problemas que influenciam nosso segmento. O que estamos definindo é um plano para garantir a segurança alimentar da nossa população e de parte do mundo e a nossa contribuição para a economia brasileira”, disse.

Representante do meio acadêmico e novo integrante do Conselho do Agro, o ex-ministro da Agricultura e coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas, Roberto Rodrigues, será responsável pelos debates sobre as propostas.

“Não é um trabalho apenas para o agro, mas para o Brasil inteiro, com todos os temas que envolvem um amplo projeto. Tecnologia, infraestrutura, renda, sustentabilidade, política industrial, política comercial e tudo que nos leve à condição de liderança”, afirmou.

Para o presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas, a iniciativa será fundamental para uma visão estratégica para o agro. “Vamos tomar a iniciativa de definir o que queremos para o agro nos próximos anos”.

Fonte: Assessoria de Comunicação CNA/SENAR

Faesc reúne Sindicatos Rurais em Chapecó para comemorar conquista sanitária
Publicado em: 27/03/2018

Com o objetivo de comemorar o DIA A – que assinala a plena erradicação da Febre Aftosa no Brasil – a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC) reunirá os Sindicatos Rurais do oeste e extremo oeste no próximo dia 05 de abril, às 10 horas da manhã, na Sala Guarani do Mogano Premium Hotel (Avenida Fernando Machado – 574-E) em Chapecó.

Além de lideranças, produtores e empresários rurais, participarão do evento representantes do Ministério da Agricultura, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc).

O presidente José Zeferino Pedrozo disse que é preciso celebrar a conquista do status sanitário – para todo o Brasil – de área livre de febre aftosa com vacinação, com a mobilização dos produtores rurais. Lembra que o País necessitou de 60 anos de trabalho para ficar livre de aftosa com vacinação, enquanto Santa Catarina está ainda mais avançada, pois desfruta da condição de área livre sem vacinação.

O dirigente destacou o papel dos produtores rurais, das agroindústrias e do Ministério da Agricultura em criar e manter condições sustentáveis para garantir o status de País livre da febre aftosa com vacinação e ampliar as zonas livres da doença (sem vacinação). Zona livre sem vacinação, o Estado de Santa Catarina manteve em 2017 seu status sanitário.

Em maio deste ano, durante a reunião anual da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em Paris, a entidade deverá anunciar o Brasil como País livre da febre aftosa com vacinação. A certificação oficial pela OIE de que todo o território nacional é livre da doença com vacinação contribuirá para ampliar e abrir novos mercados internacionais às carnes brasileiras.

O reconhecimento pela OIE deverá consolidar o processo coordenado pelo Ministério. No início de dezembro, quando foram declaradas novas zonas livres da febre aftosa com vacinação no Amapá, Roraima, em grande parte do Amazonas e em áreas de proteção no Pará, finalizou-se nacionalmente o processo de erradicação da doença. Em abril, completaram-se 11 anos sem registro de ocorrência de aftosa no País.

A programação prevê às 10 horas recepção, às 10h15 abertura, às 11 horas manifestações e palestras sobre o DIA A e a plena erradicação da febre aftosa no Brasil. Às 12 horas será servido almoço.

Fonte: MB Comunicação

Fonte: Assessoria Interna
Mais notícias
Cooperativa Agropecuaria Videirense

Avenida Dom Pedro II, 789
Caixa postal 127 - Videira Santa Catarina
Cep: 89560-000