Notícias
14 | Março
Manchete do dia 14/03/2018
Secretaria da Agricultura inaugura Sistema de Abastecimento de Água em Palmitos
Publicado em: 14/03/2018

O Sistema de Abastecimento levará água potável para mais de 420 famílias do meio rural de Palmitos. Num investimento que passa de R$ 2,9 milhões, em recursos do Pacto por Santa Catarina via Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR) da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, o sistema atenderá 20 comunidades do município.

A água será captada no Rio Barra Grande, um afluente do Rio Uruguai, e distribuída com o apoio da Cooperativa da Região Leste (Cooperleste), formada pelas famílias beneficiadas. Os agricultores que ainda não possuem água encanada em suas residências ou que possuem o serviço de forma parcial também serão atendidos pelo novo sistema.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, a obra irá transformar a vida das famílias rurais atendidas. “O sistema irá captar, tratar e distribuir água para mais de 1,5 mil pessoas, mesmo em períodos de estiagem. Isso é um grande avanço e melhora muito a qualidade de vida no meio rural”, afirmou.

As comunidades atendidas são Barra Grande, Santa Terezinha, Santa Catarina, Seis de Setembro, Alegre, Três Pinheiros, São Gotardo, Pavão, Estreito, Barra do Palmitos, Sede Oldemburg, Chapadão, Ilha Redonda, Praia Verde, Pavãozinho, Floresta, Gorete e Esperança.

Fonte: Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca

Prazo para adesão ao Refis Rural é prorrogado até o dia 30 de abril
Publicado em: 14/03/2018

Após rejeitar a votação, artigo por artigo, da Medida Provisória 803/17, o Plenário do das Câmara Federal aprovou o projeto de lei de conversão proposto pela relatora da MP, senadora Simone Tebet (MS). O texto aprovado segue para a análise do Senado. O projeto prorroga de 28 de fevereiro para 30 de abril o prazo final de adesão ao Programa de Regularização Tributária Rural, também chamado de “Refis Rural”. O prazo atual foi determinado pela chamada Lei do Refis Rural (13.606/18). O Funrural foi declarado inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em três de fevereiro de 2010. Com isso, agricultores questionaram os pagamentos e, amparados em decisões liminares, não pagaram o tributo. Posteriormente, o Supremo pacificou a questão considerando a contribuição que incide sobre a receita bruta dos produtores rurais e de frigoríferos constitucional e determinando a cobrança. O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC) José Zeferino Pedrozo considera que o prazo ainda é insuficiente frente à complexidade da operação e, ademais, coincide com o prazo final de declaração do imposto de renda. Conforme texto aprovado pelo Congresso em dezembro de 2017, podem ser quitados débitos vencidos até o dia 30 de agosto de 2017. O produtor que aderir pagará 2,5% da dívida em até duas parcelas iguais, mensais e sucessivas. O restante do valor poderá ser parcelado em até 176 vezes com desconto nos juros. O governo calcula que há entre R$ 8 bilhões e R$ 10 bilhões em pagamento atrasado ao Funrural. A Lei 13.606, de 9 de janeiro de 2017, que trata de FUNRURAL e também do CRÉDITO RURAL. Em síntese, no que tange ao Funrural foi contemplado na nova lei referente à negociação do passivo – para o produtor rural pessoa física vendedor:

Podem ser renegociados todos os débitos vencidos até 30 de agosto de 2017;

Para a renegociação, o produtor ou o adquirente deverão:

Pagar de, no mínimo, 2,5% do valor da dívida consolidada, sem redução, até 28 de fevereiro de 2018 (o pagamento pode se dar em duas parcelas mensais e consecutivas);
Desistir da ação judicial ou do processo administrativo, renunciar ao direito e requerer a extinção da ação até a mesma data, o que o eximirá dos honorários advocatícios;
Confessar o débito, aceitação das condições legais;
Cumprimento regular dos pagamentos do FGTS.
O valor devido poderá ser pago em até 176 parcelas, no valor correspondente a 0,8% da média mensal da receita bruta da comercialização da produção rural do ano civil imediatamente anterior ao dia do vencimento da parcela, sendo que a parcela não pode ser inferior a R$100,00;
Exclusão total dos juros de mora;
Desnecessidade de garantia;
Caso haja saldo residual, poderá pagar em até 60 parcelas;
Caso decisão posterior do Supremo venha reconhecer a ilegitimidade da cobrança dos débitos confessados, esta se aplicará ao caso presente;
No caso da existência de depósito judicial, ocorrendo a negociação, os valores dele constante serão transformados em pagamento definitivo à União;
A formalização do parcelamento é condicionada ao pagamento da primeiro parcela.Diante deste quadro, ao produtor compete analisar se tem ou não débito de funrural; se tem débito, em que montante; decidir se deseja ou não renegociar; se desejar, verificar as condições impostas na lei e preparar para atendê-las.
Fonte: MB Comunicação

Sistema CNA/SENAR/ICNA e Grupo Bandeirantes lançam projeto “Agro forte. Brasil forte”.
Publicado em: 14/03/2018

O Sistema CNA/SENAR/ICNA e o Grupo Bandeirantes lançaram o projeto “Agro forte. Brasil forte”, uma parceria para levar informação, conhecimento, assistência técnica e gerencial, qualificação profissional e educação aos produtores rurais de todo o país, além de divulgar as ações do setor agropecuário para toda a sociedade brasileira.

A cerimônia ocorreu na sede da CNA, em Brasília, com a presença de presidentes e representantes de Federações, dirigentes de entidades do setor, parlamentares e autoridades.

Com esta parceria, a ideia é aprimorar ainda mais o diálogo com o campo, a partir da produção e veiculação de conteúdo sobre os principais projetos da Confederação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e do Instituto CNA nas emissoras do grupo.

O Sistema CNA/SENAR/ICNA busca, também, aumentar os canais de comunicação com a sociedade brasileira, mostrando as contribuições do produtor rural para a economia nacional e para a preservação do meio ambiente, ampliando os canais de comunicação entre campo e cidade.

O presidente da CNA, João Martins, afirmou que a parceria não é uma iniciativa “isolada e pontual”, mas uma nova estratégia de ação que visa, por meio de um grande esforço de comunicação, “articular o mundo da produção agropecuária com seus milhares de produtores, conectando-o com o conjunto da sociedade brasileira”.

Ao dizer que o agro completou a ocupação humana do território brasileiro, transformando em riqueza os imensos vazios que marcavam nossa geografia, Martins destacou que os “produtores rurais brasileiros produzem em um nível tecnológico que se situa no estado da arte e competindo, com vantagem, com os melhores produtores do mundo”.

“Nossa produção, em todas as latitudes, é cada vez mais sustentável, ocupando parcela ínfima do território e, mesmo assim, explorando-o com cuidado”, afirmou.

Nos espaços da TV e no rádio, “vamos mostrar aos brasileiros nossas virtuosas realidades, transmitindo uma imagem sem retoques, mas também sem distorções”. O objetivo é usar o Canal Terra Viva para “comunicar melhor e mais sistematicamente com os nossos produtores, em todo o país, divulgando o trabalho de qualificação profissional executado pelo Senar e as ações e projetos do nosso sistema CNA”.

Por fim, o presidente da CNA disse que será possível extrair do acordo de cooperação muitos benefícios para o mundo rural e para o país. “Vamos mostrar a todos que agro forte é Brasil forte”.

Para o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara, a iniciativa vai ajudar a fortalecer a comunicação do setor agropecuário com a população em geral. Essa parceria, completou, representa a oportunidade de falar mais sobre o agro, tanto para o produtor quanto para a sociedade como um todo.

O projeto “Agro forte. Brasil forte” terá uma programação diária de conteúdo e informações do Sistema CNA/SENAR/ICNA. No Canal Terra Viva, haverá uma revista eletrônica de 30 minutos aos domingos, reprisada nas segundas e quartas com reportagens especiais. A data de estreia do primeiro programa foi no dia 4 de março, às 9h30. Também será veiculado um programa de 15 minutos sobre educação aos sábados, com reapresentações as segundas e quintas, com a exibição do primeiro programa no dia 10 de março, às 8h45, além de inserções diárias de conteúdo de segunda a sexta, que começou dia 05 de março.

Na Band News TV, haverá uma inserção diária de segunda a sexta, enquanto na Band News FM o material será divulgado em três boletins diários nas segundas, quartas e sextas.

Fonte: CNA

Mercado e organização da cadeia leiteira serão destaques no Interleite Sul 2018
Publicado em: 14/03/2018

Santa Catarina alcançou no ano passado o quarto lugar entre os maiores produtores de leite do País. A grande bacia leiteira catarinense é localizada na região oeste que corresponde por 76% de todo o leite produzido. Com o objetivo de debater os principais assuntos da cadeia leiteira, Chapecó recebe nos dias 09 e 10 de maio o maior evento leiteiro do sul do País: o Interleite Sul 2018.

A programação será dividida em painéis. O primeiro abordará o tema “Mercado e organização da cadeia do leite”, na quarta-feira (9), às 10 horas. Cinco palestrantes terão 20 minutos cada para explanar sobre diversos aspectos sobre o tema principal. Glauco Rodrigues Carvalho, pesquisador da Embrapa Gado de Leite será o primeiro a falar e explanará sobre “A competitividade do leite brasileiro: o que não estamos olhando?”.

Na sequência, Craig Bell, sócio da Leitíssimo, falará sobre “Oportunidades que o Brasil tem para ser competitivo e não aproveita como deveria”. “O papel e a visão da indústria de laticínios” será o tema abordado por Marcelo Costa Martins da Viva Lácteos. O coordenador da Aliança Sul Láctea Ronei Volpi falará sobre “A Aliança Sul Láctea: agenda de competitividade para o leite do Sul do País”.

O fundador da AgriPoint Marcelo Pereira de Carvalho abordará o tema “É possível termos uma relação melhor coordenada entre produtores e indústria? Uma análise da situação atual e possíveis caminhos”. Encerrando o primeiro painel os questionamentos e debate com o público serão moderados pelo sócio da MilkPoint Mercado Valter Galan.

Fonte: MB Comunicação

Sicoob Oestecredi realiza encontro com associados
Publicado em: 14/03/2018

A cooperativa de credito Sicoob Oestecredi, de Palmitos realizou no auditório do Posto de Atendimento de Iporã do Oeste um encontro com seus associados. Aproximadamente 40 pessoas participaram do evento, na ocasião, conforme a gerente da agencia do Sicoob no município, Rosilene Petry Weigel, foram apresentados detalhes sobre as linhas de crédito para pessoa jurídica, consórcios, cartões Sicoobcard e maquininha Sipag.

“Foi uma grande oportunidade para nos aproximarmos ainda mais de nossos associados e apresentar a eles as linhas de crédito e taxas que estão à disposição para usufruírem em suas empresas. Também mostramos as vantagens da nossa maquininha de cartão, a Sipag, dos consórcios e os benefícios do uso dos cartões Sicoobcard, suas formas de troca de pontos e prêmios disponíveis na agência eno site do Sicoobcard”, ressalta Rosilene.

Fonte: Sicoob

Fonte: Assessoria Interna
Mais notícias
Cooperativa Agropecuaria Videirense

Avenida Dom Pedro II, 789
Caixa postal 127 - Videira Santa Catarina
Cep: 89560-000